UA-101953082-1
A Curitiba que ninguém quer ver
Publicada em 28/12/17 as 10:23h - 14 visualizações
Nunca se matou tão pouco como em 2017 em Curitiba; veja os números de assassinatos
Dados são da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) até 27 de dezembro deste ano

Por Luiz Henrique de Oliveira e Antonio Nascimento em 27 de dezembro, 2017 as 17h02.


 (Foto: (Foto: Arquivo Banda B))

Nunca se matou tão pouco em Curitiba como no ano de 2017. Foram 368 assassinatos, contra 469 no ano passado. O número anterior mais baixo da média histórica, que começou em 2007, foi registrado em 2015, quando 449 pessoas foram assassinadas na capital. Os dados, referentes até 27 de dezembro, são da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP). 

Para comparação, o número de 2017 equivale a menos que a metade dos registros de assassinatos em 2010, quando 750 pessoas foram executadas em Curitiba. Para o delegado-chefe da DHPP, Fábio Amaro, o principal fator para a queda foi o número de homicidas presos em 2017.

"Foram 119 neste ano, o que é um número emblemático, porque quem mata uma vez, mata outra, sentindo-se impune. Nosso enfoque é colocar os homicidas atrás das grades e isso vem sendo possível, principalmente por uma teia de Segurança Pública que existe atualmente. Essa teia é uma aproximação entre o Ministério Público e o Setor Judiciário, confiando no trabalho da DHPP e expedindo mandados de prisão", descreveu durante o Programa Casos de Polícia, da Rádio Banda B, apresentado pelo jornalista Antônio Nascimento.

Segundo o delegado, o trabalho da imprensa também é fundamental. "Quando vocês colocam na Banda B o telefone do nosso disque-denúncia (0800-6431-121), para que as testemunhas nos procurem, isso tem um resultado impressionante, porque quem tinha medo de falar nos procura. O trabalho de toda a imprensa é fundamental neste sentido", salientou Amaro.

Bairros

Com relação aos bairros mais populosos de Curitiba, a maioria teve queda no número de assassinatos na comparação entre 2016 e 2017, com exceção a três da região Sul:

- Pinheirinho subiu de seis para 17

- Boqueirão de oito para 13

- Novo Mundo de cinco para dez.

Nos demais bairros, a queda foi uma tendência, destacando-se:

- Sítio Cercado de 47 para 23

- Cajuru de 39 para 13

- Umbará de 15 para seis

- Centro de doze para cinco

- CIC, a queda pequena, de 68 para 65

Os dados completos com os números de 2017 devem ser divulgados pela DHPP no início de 2018.




Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

No Ar
Programação gravada com Programação gravada
Ouvintes do mês
Janete Baptista
Cidade: Curitiba - Pr



Peça sua Música

  • Karoline
    Cidade: Curitiba
    Música: Tory Lanez - Say It
  • Karoline
    Cidade: Curitiba
    Música: Tory Lanez - Say It
  • Thiago Guns
    Cidade: Terra da Bala
    Música: Roots bloody Roots - sepultura
  • paulobahia
    Cidade: Curitiba
    Música: fogo e paixão
  • alex sandro muller
    Cidade: Cascavel
    Música: stand by me Ben E King
  • Cassiano
    Cidade: Curitiba
    Música: Lamb Of God - Overlord
Estatísticas
Visitas: 18485 Usuários Online: 4


RECOMENDAMOS
http://picasion.com/

http://picasion.com/gl/8EYp/


Parceiros







Copyright (c) 2018 - Rádio Caiobá Web - Todos os direitos reservados